O Festival de Teatro das Agulhas Negras levou o teatro de rua para mais de 10 mil pessoas entre os dias 23 e 30 de maio de 2009. Durante esses oito dias, o público assistiu 30 apresentações de dez grupos teatrais vindos de diversas partes do Brasil. Os espetáculos, encenados em ruas, praças e escolas dos municípios de Itatiaia, Resende, Porto Real e Quatis, no estado do Rio de Janeiro, emocionaram crianças, jovens e adultos durante uma semana inesquecível, tanto para os artistas que lá se apresentaram quanto para os moradores da região.

A cerimônia de abertura foi realizada em Quatis, com uma homenagem a Amir Haddad, que dará nome ao prêmio de melhor espetáculo, a ser concedido a partir da próxima edição do Festival. O Tá na Rua, maior grupo de teatro de rua do país, abriu a programação dia 23, às 12h, no calçadão de Resende, com espetáculo Memórias Tá na Rua. Os outros espetáculos que integraram o festival foram: Concessa Tecendo Prosa, Bagunçando o Coreto, Pulitrica, A Ronda, O Salto, Coronel de Macambira, A Menina, Ôn Cô Tô e Como Nasce um Cabra da Peste.

O Festival de Teatro das Agulhas Negras, uma realização do Instituto Cultural Cidade Viva, contou com o patrocínio da Volkswagen Caminhões e Ônibus, através da Lei Rouanet. Contou, ainda, com o apoio do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, das Prefeituras de Quatis, Itatiaia, Resende e Porto Real, além da Câmara Municipal de Resende e do Jornal Folha Fluminense.